#monetize

para não perder sua conta

Não quer ter a conta do instagram desativada? Confira essas 6 dicas

15/02/22
Estrela

Para quem é influenciador, um perfil no Instagram é uma ferramenta de trabalho, talvez a mais importante de todas para que todas as interações com seu público aconteçam.

Justamente por isso, ter a conta desativada é uma das piores coisas que pode acontecer – além do estresse envolvido no processo de tentar recuperá-la, passar por isso significa lidar com grandes prejuízos, de tempo e de dinheiro, e talvez até ter que recomeçar sua carreira do zero, reconquistando todos os seguidores que tinha até então.

Então como evitar ter sua conta desativada no Instagram? A resposta mais simples e rápida é: seguindo as regras. Só que às vezes fazer isso é mais difícil do que pode parecer.

Por isso, separamos algumas dicas para ajudá-lo a proteger sua conta no Instagram de problemas.

Seta

1. Complete suas informações

Começando com uma das maneiras mais simples e também eficientes de evitar problemas: complete os dados da sua conta, adicionando informações como e-mail e telefone de contato, endereço, uma descrição na sua bio, etc.

Essas informações evitam que os algoritmos do Instagram possam interpretar o seu perfil como um fake, ou até como um bot.

Além disso, caso aconteça algo com sua conta (ser invadida por terceiros, por exemplo, ou até mesmo desativada), ter esses dados cadastrados vai fazer toda a diferença no processo de recuperação.

Seta

2. Dentro da lei

Da dica mais simples para a mais óbvia, mas que vale mencionar: não publique nada ilegal. O Instagram segue as leis de cada país em que está presente e você precisa seguir estas leis também.

Tome cuidado ao publicar para estar sempre de acordo com a legislação, evitando problemas não só com o Instagram, mas também com a Justiça.

Nisso, vale tomar cuidado ao discutir assuntos polêmicos, com cautela máxima para não incitar nenhuma atividade ilegal.

Até mesmo comentários que podem parecer inofensivos, ou comentários feitos como piada, podem acabar sendo denunciados por alguém, justamente ou não.

Seta

3. Não sou um robô

Como o volume de usuários do Instagram é muito grande, muitas vezes são algoritmos os responsáveis por procurar comportamentos estranhos e até mesmo puni-los. Ficar longe do radar desses algoritmos, portanto, é uma boa ideia para evitar que seu perfil seja desativado.

Como fazer isso? Evitando comportamentos que pareçam automatizados e suspeitos, como curtir uma quantidade desproporcional de fotos de uma só vez, seguir ou dar unfollow em muitas pessoas num intervalo muito curto, ou até publicar fotos demais em sequência.

Ou seja, qualquer comportamento robótico que seja feito numa escala grande demais para ter sido realizado por um humano “normal” navegando pela rede social. O Instagram considera um ser humano real, por exemplo, aquele que segue no máximo vinte novas pessoas por hora.

Como evitar isso? Agindo normalmente e evitando realizar ações repetitivas em grandes quantidades.

Seta

4. De olho no copyright

Essa é uma das maneiras mais comuns de receber strikes, ou até de ter sua conta desativada: compartilhando conteúdo que é entendido como uma violação de direitos autorais.

Pode ser a coisa mais inofensiva do mundo: talvez uma música tocando no fundo de um stories, ou um vídeo de um trecho de um filme que está assistindo na televisão. Mas qualquer conteúdo que envolve referências a terceiros pode ser lido por algoritmos como uma infração, principalmente se for impulsionado ou se estiver reproduzindo exatamente a fonte original.

Então evite postar trechos longos de músicas, ou das cenas de filmes ou seriados. Além do risco de ter sua própria conta desativada, alguma campanha de impulsionamento pode ser afetada se algum conteúdo seu for lido pelos algoritmos do Instagram como uma infração de copyright.

Seta

5. O risco da fofoca

Uma possível queixa parecida àquela de copyright existe quando estamos falando de terceiros em nossos conteúdos, principalmente ao falarmos negativamente.

Este problema costuma afetar menos aqueles que mencionam pessoas públicas e famosas, mas mesmo nesses casos alguma consequência pode existir, especialmente se o que for dito for alguma fake news que comprovadamente prejudique a reputação de outra pessoa.

Por isso, vale lembrar para tomar muito cuidado com a veracidade de tudo que for compartilhar.

Esse cuidado deve ser redobrado ao mencionarmos pessoas comuns, já que no caso delas existe ainda um argumento a ser feito sobre o direito à privacidade.

No geral, é importante ter cautela e bom senso ao falar sobre qualquer pessoa, seja ou não no Instagram.

Seta

6. As hashtags proibidas

Você já ouviu falar do shadowban? Esta “punição secreta” acontece sem que você nem fique sabendo: do nada, seus conteúdos simplesmente deixam de aparecer para seus seguidores e seu perfil perde alcance, relevância e engajamento.

Uma dica para evitar esse problema é evitar as hashtags banidas do Instagram. Essas # foram colocadas nessa situação de shadowban depois de terem sido usadas por grupos criminosos para compartilhar conteúdo ilegal e/ou pornográfico na plataforma.

Muitas delas são termos em código, ou explicitamente pornográficos, mas algumas delas são palavras que poderíamos usar normalmente, como “sextou” e “valentinesday”

Exagerar nessas hashtags pode não só significar um shadowban como também um alerta para os algoritmos do Instagram acompanharem mais suas atividades, o que pode aumentar o risco de sua conta ser desativada.

Fashion pretty woman taking photo self portrait on smartphone

E aí, curtiu?

Tá a fim de ler mais conteúdos que nem esse? Confere todos os posts na nossa editoria!
#monetize

veja mais

Este site usa Cookies! Cookies Icon

nós armazenamos dados temporáriamente para melhorar sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços você concorda com tal monitoramento. dúvidas? leia nossa politica de privacidade