#mitou

saúde mental

Excesso de trabalho e saúde mental: existe ligação?

15/02/22
Estrela

Quando falamos sobre saúde mental, costumamos pensar muito na nossa vida pessoal: nossos problemas com amigos, com namorados, com a família… Mas existe um grande impulsionador de problemas de saúde mental: o excesso de trabalho!

Além de poder desencadear surtos de ansiedade e depressão, um ritmo insustentável de trabalho que seja prejudicial à sua saúde pode acabar até gerando um “burnout”, episódio de exaustão total em que a pessoa simplesmente “trava” e não consegue mais continuar vivendo do jeito que vivia até então.

Muita gente considera a preocupação e o tempo investido em saúde mental como um desperdício, mas isso está longe de ser verdade: não só a prioridade pela saúde mental não prejudica o trabalho como pode até ajudar a melhorar a produtividade.

No caso de um influenciador, isso é mais verdadeiro ainda: muito além das câmeras, celulares e redes sociais, seu principal instrumento de trabalho ainda é… Você! Sem você estar bem, não vai ter como ser criativo e autêntico com seu público – pior, as pessoas podem até começar a perceber que você não está muito bem.

Então investir em saúde mental não é só muito bom para você mesmo: também é um ótimo investimento de negócios.

Além disso, vale parar e pensar: se você não consegue curtir sua vida e ficar bem, de que adianta o tanto de tempo que passa trabalhando? Cuidar da sua saúde mental é construir um espaço em que dá para aproveitar de verdade as recompensas e os frutos do seu trabalho, como aproveitar um bom momento com os amigos e a família.

 

Seta

1. Sim, precisamos falar sobre isso. Não, não é frescura.

Comentários constantes de gente te criticando. O risco de ser cancelado, de perder as parceiras, ou de começar a perder relevância subitamente. As dificuldades de lidar com os algoritmos, de ficar acompanhando as últimas novidades sobre tecnologia e de saber sempre tudo que tenha a ver com o seu conteúdo.

Essas são só algumas das pressões da vida de um influenciador digital. Quem trabalha na Internet sabe como pode ser difícil se manter bem e com a mente saudável quando o dia exige tanto da gente. Mesmo assim, tem quem ache que isso é o “normal”, e que tentar fazer algo a respeito seria “frescura”.

Isso está longe de ser verdade. Com altos riscos de desenvolver ansiedade, depressão e problemas de estresse, influenciadores e outros profissionais ligados com a Internet vivem um estilo de vida que exige muito e que dá pouco espaço para os cuidados consigo.
Temos sim que conversar sobre tudo isso e construir uma nova maneira, mais saudável e sustentável, de lidar com as profissões digitais – além de ser um movimento que faz bem para quem faz, esse tipo de posicionamento contribui para uma mudança mais geral na maneira de conversar e transformar a própria sociedade.

Seta

2. Como começar a se cuidar?

Para começar, é melhor se cuidar desde já, ao invés de esperar algum problema aparecer. “Pifar de vez”, tendo um burnout, ou desencadeando problemas de estresse ou ansiedade, não é a solução mais inteligente. A saúde mental precisa ser uma prioridade sempre, quando a vida vai mal com certeza, mas inclusive quando a vida vai bem. A saúde mental, afinal de contas, é a base a partir da qual todo o resto da sua vida pode funcionar.

E por onde começar a se cuidar de verdade? Bem, a primeira recomendação é procurar acompanhamento para ter uma noção mais apropriada sobre sua situação. A partir de um primeiro contato com um psicólogo, é possível descobrir até se você precisa ou não de um psiquiatra também.

Mas os cuidados mentais não ficam restritos a um consultório: cuidar da sua saúde mental é, de certa forma, olhar para sua vida de uma nova maneira. É começar a separar momentos só seus para fazer coisas que gosta, seja investir em um hobbie, sair para passear, ou meditar.

Também envolve cuidados físicos, aliás: a saúde mental é muito impactada por como cuidamos do nosso corpo, então uma alimentação saudável e fazer exercícios são bons hábitos que vão te ajudar a se sentir melhor.

E, finalmente, se cuidar também é sobre não fazer o que te faz mal: se cobrar menos, evitar lugares e pessoas que te façam mal, buscar alternativas se seu emprego não te faz feliz… Nada faz tão bem para a saúde mental quanto poder dar um “não” bem dado como resposta para algo que você não quer fazer. Definir esses limites e se respeitar faz toda a diferença na hora de cuidar de si.

Seta

3. Saúde mental afeta o trabalho e vice-versa

Respondendo à pergunta de título desse texto: sim, é claro que excesso de trabalho tem uma ligação com uma saúde mental (que nesse caso será ruim). Mas uma maneira saudável de lidar com o trabalho também tem ligação com uma saúde mental boa.

Trabalhar é algo que fazemos diariamente e que consome boa parte do nosso tempo. Se não formos capazes de lidar com nossas demandas de trabalho sem que isso prejudique outros aspectos fundamentais da nossa vida, simplesmente não temos como manter a felicidade e o bem-estar mental.

E é por isso que construir uma carreira de sucesso também é muito sobre construir mais saúde mental.

Photo of stylish trendy cheerful curly wavy model gorgeous sweet charming girlfriend thumbing up symbol smiling toothily approving something wear t-shirt isolated yellow bright color background

E aí, curtiu?

Tá a fim de ler mais conteúdos que nem esse? Confere todos os posts na nossa editoria!
#mitou

veja mais

#você viu?

  • #mitou

    Entenda o que é linchamento virtual

    Menina loira tirando foto no espelho
  • #mitou

    Produção de conteúdo digital: como se diferenciar para continuar no topo?

    Mulher gravando um vídeo com o violão
  • #mitou

    Aprenda com quem chegou lá! Quais os conselhos dos influenciadores digitais de sucesso

    Mulher se alongamento na frente do computador
  • #mitou

    O que fazer para manter a saúde mental sendo influencer digital?

    Mulher sentada na sala de casa com pesos de academia nas mãos
  • #mitou

    Como não ser cancelado na era da cultura do cancelamento?

    Mulher branca gravando vídeo com microfone
  • #mitou

    Haters nas redes sociais: quem são e as maneiras de lidar com eles

    Lidar com haters nas redes sociais

Este site usa Cookies! Cookies Icon

nós armazenamos dados temporáriamente para melhorar sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços você concorda com tal monitoramento. dúvidas? leia nossa politica de privacidade