#mandapublis

conquistar marca$

Na prática, quanto cobrar por um publipost?

15/02/22
Estrela

Então você já sabe tudo sobre publiposts: como entrar em contato com marcas, como respeitar as exigências do CONAR e da plataforma em que vai anunciar para evitar problemas, como criar um conteúdo criativo que converse bem com seu público, como investir em autoridade para que as pessoas tenham confiança no que você está anunciando….

Tudo isso, você sabe.

Mas e o dinheiro?

Se a coisa mais importante de um publipost é o $$$ (nem sempre é, vamos falar sobre isso logo mais), como descobrir o melhor jeito de cobrar por um publipost?

Vem com a gente para descobrir.

Seta

1. É só sobre o dinheiro?

Vamos brincar com um exemplo. Imagine que duas empresas querem fazer um publipost com você. A primeira quer pagar um certo valor, digamos que R $10, só a título de exemplo. A segunda quer pagar o dobro, R $20.

Qual das duas escolher?

Pode parecer óbvio que aquela que vai pagar mais é a melhor escolha, certo? Mas talvez não seja. A escolha certa depende de muito mais do que só dinheiro.

Digamos que a primeira empresa é muito grande e tem um produto que tem tudo a ver com seu público. É uma empresa em que você confia e que sabe que vai entregar algo de qualidade mesmo.

A segunda empresa pode ser pequena, desconhecida e com um produto que você não conhece, não confia e que não tem nada a ver com seu público. Anunciar esse produto pode colocar em risco a confiança que seu público tem em você.

Anunciar com a primeira empresa pode significar menos dinheiro, mas nesse exemplo significaria um publipost que permite a criação de uma relação sustentável (em que os publiposts não estão prejudicando sua autoridade, nem a relação de confiança com seu público) e que pode trazer mais benefícios a médio e longo prazo, já que te vincularia a uma marca grande e mostraria ainda mais seu perfil como o de um bom profissional.

Anunciar com a segunda empresa pode significar mais dinheiro, mas significaria também investir em um publipost que tem tudo para trazer pouco retorno, não dar abertura para nenhuma outra oportunidade futura e prejudicar sua relação com seu público.

E aí, será que ganhar mais nesse caso ainda seria o melhor a se fazer?

Tudo isso para deixar evidente que não é só a empresa que precisa te escolher, mas você que precisa também escolher a empresa. Não faça qualquer publipost que te convidarem a fazer, se ele puder prejudicar sua carreira de alguma forma.

O dinheiro na mão hoje não vale a pena se puder prejudicar sua carreira amanhã.

Seta

2. Escolhendo seu jeito de cobrar

Tá bem, com tudo isso dito, depois que já decidi que ela e o produto que anuncia são bons o suficiente para criar um publipost que meu público vai gostar, qual é o melhor jeito de cobrar uma empresa ?

Aqui a resposta mais uma vez é: depende. Existem vários jeitos.

Mas calma. Vamos apresentar alguns deles.

Seta

3. Cobrando por post

O primeiro e mais simples é cobrar um valor fechado pelo publipost em si, independente dos resultados. Nesse caso, como o valor é fixo, é importante pensar que mesmo se seu publipost der muito certo depois, você não vai receber mais nada além do combinado lá no começo.

Essa solução não é muito aconselhável por não ser muito atraente nem para o influencer, nem para a empresa que está fazendo o post patrocinado.

Em caso de poucos resultados, a empresa pode ficar no prejuízo e acabar pagando caro por um post que não deu tão certo. Mas se o post tiver um enorme sucesso e viralizar, quem pode acabar prejudicado é o influencer, que não vai receber nada a mais por isso.

Portanto, esse é o modelo mais volúvel de cobrança. Um publipost nesse modelo de cobrança pode variar de centenas até milhares de reais, tudo depende do amadorismo e do profissionalismo do influencer envolvido, da expectativa de retorno e do quanto de dinheiro a empresa está disposta a investir. Normalmente, os seguidores são levados em conta nesse caso para justificar se o preço vai ser mais barato, na casa das centenas de reais, ou mais caro, na casa dos milhares de reais.

Mas esse é só um dos modelos de cobrança. Existem outros mais eficientes para todo mundo.

Seta

4. Cobrando por métricas

Você pode estabelecer uma métrica que seja mais desejável para a empresa que o contratou – impressões totais, ou engajamento – e cobrar por um conjunto delas. Por exemplo, dá para cobrar algo como R$1 a cada 100 impressões, ou R$10 a cada 100 engajamentos.

Esse modelo é mais viável tanto para a empresa quanto para o influencer: se os resultados foram modestos, a empresa não vai sair no prejuízo. Mas se o publipost der um retorno inacreditável, o influencer vai ganhar junto com a empresa.

No geral, qualquer métrica pode ser utilizada como base para a cobrança, desde que se entenda mais ou menos qual a proporção esperada de retorno do público.

Se você quer ganhar um mínimo de R$100, por exemplo, e espera que seu publipost tenha pelo menos dez engajamentos, pode cobrar R$10 por engajamento para alcançar o valor que deseja. Se por acaso você foi pessimista e achou errado, com seu publipost alcançando cem ou mil engajamentos, melhor ainda – para você e para seu bolso.

Photo of confident lady holding hands telephone making selfies wear specs yellow costume isolated purple background

E aí, curtiu?

Tá a fim de ler mais conteúdos que nem esse? Confere todos os posts na nossa editoria!
#mandapublis

veja mais

#você viu?

  • #mandapublis

    Como criar autoridade nas redes sociais e ter mais engajamento?

    Homem criando conteúdo para a câmera
  • #mandapublis

    Publipost: tudo que você precisa saber para fazer seu 1º publi

    Mulher segurando uma camisa social e gravando
  • #mandapublis

    As 4 métricas mais importantes para você analisar em suas redes sociais

    Engajamento nas redes sociais
  • #mandapublis

    Quer fazer publicidade no Instagram? Seu perfil precisa disso

    Mãos digitando no notebook
  • #mandapublis

    Conteúdo para Youtube: como aumentar sua relevância na plataforma?

    Influenciador gravando vídeo para o youtube
  • #mandapublis

    Na prática, quanto cobrar por um publipost?

    Mulher trabalhando com o celular na mão

Este site usa Cookies! Cookies Icon

nós armazenamos dados temporáriamente para melhorar sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços você concorda com tal monitoramento. dúvidas? leia nossa politica de privacidade