THE BEST STORIES # 1

5 DICAS DE OURO DA CLAUDINHA

Estrela

dica #1 O valor do seu post

Foi tomando umas porradas na vida que Claudia aprendeu que tem que ser assim. Não é sobre o prazer do momento, o influenciador precisa representar aquilo que acredita, para não viver uma mentira. É como se seus vídeos, seus posts, suas redes fossem o seu legado, um registro eterno. Então parece que as palavras de ordem que essa cantora/artista/influenciadora/empresária entoa são: verdade, propósito e autenticidade. Em um mundo onde todas as pessoas querem ser iguais, querem ir para um lugar que o influencer postou, está faltando espaço para que sejam elas mesmas. Mas o perrengue traz experiência, traz repertório e a persistência é imprescindível. Então, quando você começar a criar dificuldades para seus objetivos, começar a perder o prazer em produzir vídeos, conteúdo, é hora de parar e olhar pra si, esquecer um pouco do algoritmo – que é importante –, esquecer um pouco do número – que é importante –, e pensar no que você está se propondo a fazer. Lembra do serviço prestado? Lembra do propósito?

“É sobre colocar a essência pra fora, é não tentar se encaixar. Tudo vai mudar, o a estrutura que hoje é incrível vai ficar obsoleta, mas o que importa é a gente, é ser gente."

dica #2 Crie interesse por você

E além do talento, um influenciador precisa de organização e planejamento. Claudia tem todo um planejamento estratégico para fazer posts para as marcas que representa, afinal, suas redes não podem ficar saturadas de produtos. Em sua programação diária, tem planejamento estratégico com data e hora para fazer os posts, com objetivos muito claros para representar essas marcas e conteúdo condizente com o que a cantora faz. O processo começa com a marca procurando Claudia para fazer um orçamento de campanha. Durante esse processo, ela analisa qual é a marca, seus valores e propósitos e estando tudo compatível com seus objetivos, partem para uma negociação. Levantando todas essas questões, ela faz uma exibição do produto, a depender de qual seja a demanda da marca, são entregas tanto no digital quanto na televisão. Às vezes fecham para levar a marca para cima do trio, dos palcos, para acompanhar a turnê. E Claudia não fica apenas esperando as propostas acontecerem. Ela e sua equipe também pensam em planos para apresentar para algumas marcas e criam conteúdo para despertar o interesse delas. E a fórmula das ideias que nascerem ali darem tão certo que 70% dos projetos são convertidos em parcerias.

Imagem Carrocel

dica #3 Para as críticas não te abalarem

O feedback do público é valioso sim, mas, ao mesmo tempo, é preciso ter muito cuidado, sobretudo o influencer solo que não tem uma equipe. O volume de informação pode deixar a visão um pouco turva, então vale escutar o feedback, ler uma crítica de quem consome, procurar entender quem está consumindo o seu produto para ver se é uma fonte confiável e diluir essa informação em você, não no Instagram. Para isso, é preciso se conhecer, saber aonde quer chegar e ser autocrítico, para que outras interferências não te confundam na caminhada. E é bom lembrar: um hater não vai gostar de você. Não tem catequização, alguma coisa fez o cara manifestar ódio por você e está fora do seu controle. Para a artista, nessa hora, a saída é mirar no seu objetivo.

“Por que em uma multidão, todo mundo feliz, saltitante, seu olho mira logo pra pessoa que tá indo ao contrário do bloco, do carnaval passando, que não está dançando? E você fica: meu Deus, por que aquela pessoa não está dançando? Tem outros milhares dançando, tem outras pessoas que estão sendo impactadas positivamente e aí você sai do alvo."

Imagem Carrocel
Imagem Carrocel

dica #4 Não é só sobre números

Quando começou a carreira, Claudia já estava no Babado Novo, mas ainda não era famosa. A sua voz chegou primeiro do que a sua imagem, as pessoas não sabiam quem era a pessoa que cantava, mas ouviam o disquinho pirata. Ela tinha acabado de fazer uns 40 shows em um período bem curto de tempo e foi pagar as mensalidades que estava devendo para trancar a faculdade. Quando desceu no ponto, começou a chover. “Eu pensei, meu Deus, vou gastar todo o meu dinheiro pagando uma faculdade que não vou cursar e ainda chove no meu cabelo”. Com o drama tomando conta de seu corpo, atravessou a rua e tinha uma mulher com uma banca vendendo meias do Babado Novo. As meias até o joelho viraram uma identidade de Claudia. As pessoas não sabiam seu nome, mas tinham a meia. E de repente aquela chuva, aquela cena de filme virou um motivo para acreditar em seu sonho. Ela já tinha feito 200 shows e as pessoas não a conheciam ainda, ela estava se lamentando que não tinha conseguido alcançar um público, que estava andando de ônibus. Só que a banquinha de meia foi um ponto de partida. Depois disso, Claudia ganhou o prêmio de cantora revelação do Carnaval, em 2003

“Às vezes a gente persegue um número, um reconhecimento, um engajamento, um algoritmo, mas a gente precisa perseguir o sonho. E nesse mundo doido onde os números são muito importantes, eles não podem fazer mágica, não podem determinar quem você é”.

Imagem Carrocel

dica #5 Redes sociais não são um ombro amigo

Claudinha aconselha que não adianta pegar o celular: hoje as pessoas fizeram uma sacanagem comigo, eu fui cancelada, estou sofrendo. É preciso sempre se lembrar qual é a sua mensagem. “Desviou do foco, lascou, desliga isso, apaga, senão vão querer te cancelar e você vai ter que lidar com uma apagação de fogo que você criou. A tempestade vai vir, o tsunami vai vir, você tem que focar na sua mensagem”. Claudinha já reparou, por exemplo, que ela recebe a pressão das redes de um jeito pior quando está muito atribulada. Como já sabe disso, ela dá um tempo, coloca o celular de lado e faz uma autoanálise. “Aí é cabeça de gelo, como diz na Bahia”. É preciso esfriar a cabeça antes de fazer qualquer coisa.

Texto: Clarissa Sayumi / Fotos: Pedro Pini

“Outra coisa que aprendi na minha carreira e que dá para compartilhar muito, sem medo de errar: quem está te assistindo não é o seu melhor amigo, não é a sua família. Você chega lá falando: “eu estou sofrendo tanto hoje”, achando que você vai ter colo de uma multidão que está ali, não vai.”.

Claudia Leitte com celular gravando

CLAUDINHA TÁ ON e conta tudo!

Clique e descubra
Estrela

#VEJA TAMBÉM:

claudia leitte olhando para o chão
THE BEST STORIES #1

CLAUDINHA TÁ ON

Como lidar com os haters? Fazer parcerias de sucesso? Ser influencer de longa carreira?

9

Este site usa Cookies! Cookies Icon

nós armazenamos dados temporáriamente para melhorar sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços você concorda com tal monitoramento. dúvidas? leia nossa politica de privacidade